Alexa Chung #ItGirl #TheCoolestGirl

A palavra “It Girl” foi dada por Plum Skyes em um artigo na Vogue, onde ela falava sobre garotas tecnicamente “normais” mas que faziam todas as outras garotas serem como elas. A “It Girl” usa um pedaço de papel higiênico com a elegância e graciosidade que nós, mortais, provavelmente não vestiríamos um Chanel. Tudo que ela veste vira desejo, seu comportamento é descolado e sua vida parece atrair atenção de todos. Bom, se vocês tem qualquer tipo de contato com a moda britânica, sabem que eu estou descrevendo perfeitamente Alexa Chung.
QUEM É ALEXA CHUNG?
Bom, deixa eu te falar quem é essa inglesa descolada e encantadora que fascina tanto o mundo da moda. Alexa começou como modelo, mas depois se entediou de ser uma boneca (sim, ela mesmíssima falou isso) e decidiu aceitar os convites para ser apresentadora na TV, quando passou apresentar o Popworld, programa musical na TV britânica, e o resto, como dizem…É história! Não parou mais, apresentou vários programas, no Reino Unido e nos Estados Unidos.
Todos unidos em seu amor por Alexa. Karl Lagerfeld, o estilista da Chanel, a descreveu como “a perfeita garota moderna: bonita e inteligente”; Anna Wintour afirmou que a it brit era “brilhante”, e ela continua servindo de inspiração para grandes estilistas, e também modelando para grandes marcas, como Lacoste.
Receber TANTO elogio de tanta gente importante e de bom gosto não é pra poucos, né? Mas também, olha aí o estilo dela…
Alexa não ousa quando vai se vestir e brinca com o jeans como brinca com todos os tecidos que usa e não é difícil você ver ela em algum site de streetstyle, seja semana de moda ou qualquer outro evento, num look todo jeans. Curtiu? 
Texturizado, bordado, estampado, nada lhe escapa, e esse primeiro look aí, inclusive, é o look inspirador de todo meu projeto do quinto período da faculdade, tão simples e tão cool, não deu pra evitar e me apaixonei. Adoro a gola peter pan e como ela fica tão cool em um look tão básico. 
Saias godê ou evasê, ela sabe como se vestir ladylike sem ficar lady demais. Sobreposições, amarrando a blusa na cintura, ela dá seu toque e voilá, QUEREMOS O LOOK. 
Já deu pra perceber que eu amo “ladylike”, não é? Pois sim, amo sim e muito, e esses são alguns dos meus looks favoritos. Modelagens, estampas e tecidos diferentes, mas todos bem femininos e ao mesmo tempo passando personalidades diferentes. Você vê a boneca, a exótica, a cool e você vê a fashionista. Adoro isso!
Esse vestido Christopher Kane marcou, é basicamente um casal se pegando, se você não conseguiu ver de primeira. E essa é Alexa, está linda e meiga em um, e vanguardista em outro. Ela ousa quando vai vestir, e acho que isso é algo que fascina o mundo da moda: uma mulher bonita e segura de si o suficiente que não tem medo de ousar ao entrar em um vestido ou qualquer peça que decide vestir. 
Até quando investe em peças mais básicas e clean, ela sabe se destacar, seja acrescentando um acessório ou a peça tendo uma modelagem diferente. Você nunca sabe bem o que vai ver no tapete vermelho mas sempre sabe que vai adorar e se surpreender. 
Sapatilhas meigas, tênis na moda, vestidos curtos, mídi ou longos. Você sabe que vai adorar o que Alexa vestir, e gostaria de deixar declarado que ela é rata de festival, está sempre em vários, e geralmente nos looks mais descolados do evento. Olhei pro último look branco e lembrei disso, LOL. 

Tem como usar minissaia e não parecer uma mulher fruta sim, olha aí para a Alexa. Ok, primeiro, ajuda ela ter pernas finas e longas, fica difícil não parecer a Mulher Melancia quando sua bunda é gigantesca (snif snif), mas adoro como ela investe nas minissaias e não fica vulgar, ao contrário, fica sempre muito fashionista. 

Por ser magrinha como é, as sobreposições, saias lápis e suéteres favorecem sua silhueta. É comum ver Alexa em peças folgadas e grandes. Amo o look saia lápis dramática + suéter gigante em textura 100% diferente. 
Ela passou um bom tempo sofrendo com depressão e problemas de auto-imagem por sua magreza, era apontada pela mídia como anoréxica, bulímica, dentre muitos outros problemas, até mesmo deixava de se vestir como amava pra evitar mostrar as pernocas (que segundo as pessoas, eram magras demais) para não causar bafafá. Louvado seja o dia que ela resolveu ignorar essas pessoas estúpidas e a botar as pernocas de fora e ser feliz. E adoramos sua atitude por isso. Olha esses looks, gente. Amamos todos! 
Não é só de saias e vestidos que se faz um guarda-roupa, e certamente não o dessa mocinha que tem o mesmo amor por suas calças skinny, alfaiataria boyfriend e capri. Não é raro vê-la por aí com as peças. Amo quando ela usa com um Oxford, fica tão statement, sei lá, adoro, minha fashionista interior vibra. 
Queria chamar atenção para o fato que Alexa é magra como é, de nascença. Discutimos muito sobre o billying com as gordinhas, mas esquecemos das meninas que são constantemente chamadas de “Olívia Palito”, dentre outras ofensas. Duas das minhas melhores amigas são BEM magras, e, cara, elas são lindas. Minha ruivinha Baz fica toda triste quando chamam a Katie Cassidy de agulhinha ou algo assim, por ter as pernas finas, porque ela não é diferente, então, ao invés de ofender e criticar, vamos entender os diferentes tipos de beleza que existem no mundo e celebrar todas elas, okay? 
Alexa é tão divina que não podia deixar ter lançado um livro, não é?
Se você quer, clica aí em cima que tem o link para comprar a obra. E na imagem, você vê uma crítica importante sobre o livro, como eu disse, bem recomendado! 
Acho que o mais legal sobre ela é como ela não se vê seriamente, sabe? Ela agora está arrasando em uma série de vídeos da Vogue Britânica, falando sobre o mercado de moda: publicidade e marketing e muito mais, tudo no aspecto da Moda e do mercado da Moda. 
No último ela falou sobre blogs de moda, ASSISTAM, é todo em inglês, mas quem consegue entender, vale cada segundo.
Deus do céu, nossa #ItGirl de hoje teve TUDO de It, não foi? E aí, o que acharam de Alexa Chung e seu estilo impecável? Ela é tudo e um pouco mais, não é? Semana que vem nossa It Girl bem que poderia estar no #comicbooklife (que sai ainda hoje, calma, garfanhotos!), e se destaca com Moda como também interpretando uma certa passarinha na TV. OI? ALOK?
Bisous bisous,
Mim Plech. 
Anúncios

Vai ter mulher em filmes de ação SIM! #cueramarques #textosdacuera

 Quando “Jurassic Park – Mundo Perdido” foi lançado ano passado, apesar das ótimas críticas em geral, muitos se apressaram a dizer: “É legal, mas foca muito na mulher ruiva.” Na vez de Star Wars VII, os comentários foram semelhantes: “Depois de anos de espera o protagonista do filme é uma mulher? Que absurdo!” Recentemente saiu o trailer do novo Ghostbusters e os fãs da franquia se mostraram chocados com o fato de que TODAS as caçadoras de fantasmas são mulheres.

Você ainda acha que não existe machismo no século XXI? Pense outra vez.
Apesar de ainda falhar em certos aspectos – como a absurda diferença de pagamento entre homens e mulheres – é fato de que Hollywood está avançando bastante ao lançar filmes poderosos com mulheres como protagonistas. Dez anos atrás era bem difícil ver uma mulher liderar um filme de ação. Geralmente o lado feminino de um filme ficava à cargo daquela mocinha magrela e indefesa, que sempre estava à espera de um herói para salvá-la. Com o avanço do Feminismo pelo mundo e do grito pela igualdade exigido pelas mulheres, até Hollywood percebeu que essa representação de ser frágil já não nos cabe mais. Agora (graças a Deus!) somos representadas por personagens como Furiosa, protagonizado brilhantemente por Charlize Teron, pela Viúva Negra de Scarlet Johanson (que super merece um filme próprio!) e futuramente teremos Gal Gadot interpretando o papel da super heroína Mulher-Maravilha. Isso é imensamente importante para que nos sintamos representadas no cinema e mais importante ainda para a nova geração de meninas que estão chegando e que já não se sentem representadas pelas típicas princesas da Disney.
O clichê “sexo frágil” já não nos cabe. É fato que biologicamente não somos tão fortes quantos os homens, mas isso não deveria ser critério quando falamos de poder ou inteligência. Existem inúmeras maneiras de se derrotar um inimigo, de vencer um obstáculo. David era homem e mais fraco do que o gigante Golias. Ainda assim ele venceu. Então, por que ainda duvidam que mulheres podem fazer o mesmo?

Vai ter mulher protagonista sim! Vai ter no cinema, na educação, no esporte, na política, na literatura e em qualquer outro lugar onde uma mulher quiser estar. E se reclamar, vai ter mais, muito mais!
CUERA MARQUES
Gostou desse texto incrível? Sim, né…Eu também! Muito mais no site pessoal de Cuera, Sonhos de Letras
Xoxo,
Mim Plech. 

Wishlist da semana: Go Case #wishlist #fikdik

Estava zumbizando pela internet como eu costumo ficar muitas e muitas madrugadas, e achei um site, e juro, foi amor à primeira vista. O que tem lá? Capinhas, gente. Mas as capinhas mais criativas e adoráveis que eu já vi. Deixa eu mostrar um pouco mais pra vocês, aí vocês poderão passar as SUAS madrugadas no GoCase!
 Tem para as meninas fitness e para as gourmet. Sério, olha que coisa linda essa do nutella juntando o coração. A do amor, achei a cara da minha amiga Carmille, sério, ri muito. E a do lado doce? As menininhas fitness?
 Tem para as amigas do netflix, com seriados, filmes, quotes…
 E tem para as viajantes e mochileiras. Sério, alguém aí adivinha qual foi minha favorita? LOL
 Para as leitoras amadas ❤
 E para todas as crenças, HAHA. Sério, tem estilo espírita, católico, religiões africanas. Olha Iemanjá aí, gente. Olha que amor essa! 
 Tem capinha para todos os gostos e cores. Quotes, frases, ilustrações, desenhos. 
 Adorei essa, lembrei das amigas. Com Capitão América: Guerra Civil vindo aí, você é #teamcaptainamerica ou #teamironman? Bom, você pode dizer seu time comprando uma capinha linda dessas. Tem statement maior? 
Batman vs Superman? Quem você acha que ganha? 
Entenderam porque eu fiquei até quatro da manhã mexendo no site? Não tenho culpa, ok? A culpa é do GO CASE e suas artes lindas em capinhas. TEM PRA VÁRIOS APARELHOS, GENTE. Sério, tem para Samsung, Iphone (até mesmo pro iphone 5C, VOCÊ ESTÁ ENTENDENDO A MINHA EMOÇÃO E DEVOÇÃO?) e Motorola. Os preços variam pelo aparelho, mas para iPhone tá na faixa de 49,90 reais. Eles entregam por todo país! 
Não perca sua noite de sono não, olha aqui pelo Mimiquices e vai lá direto fazer suas comprinhas que eu sei que você está querendo fazer. 
Xoxo,
Mim Plech. 

Danielle Panabaker #ItGirl #FastandFashion

Mais uma #ItGirl pra vocês, como prometido. E também como prometido, hoje, em homenagem ao retorno do hiatus das nossas séries de super-heróis favoritas, trouxe a lindona que faz a médica, amiga e ajudante mais fofa do homem mais rápido do mundo, Danielle Panabaker.
De certeza você já viu a Dani em algum filme antes de Flash, ela é teen actress e acho até que já foi Disney star. Filmes de terror, super-herói infantil SIM, lembra dela de deusa da natureza? (viajei no tempo LOL!), comédias e muito mais.
Danielle Panabaker tem evoluído muito no seu estilo, mas eu adoro como ela consegue se manter elegante, mesmo cool e jovem. Eu trouxe alguns dos meus looks favoritos, que em minha humilde opinião trazem essas características melhor.
 Dani deveria usar rosa o tempo inteiro, fikdik. Eu só acho que ela fica adorável! Meu look favorito de TODOS dela é o vestido florido com o scarpin rosa, acho incrivelmente girlie mas ao mesmo tempo cool e sexy. O vestido rosa rendado dos Upfronts foi um dos meus looks favoritos do evento, e essa saia étnica, gente? É ou não é linda de viver? O vestido plissado também ficou marcado no coração.
 Dani curte seus rosas, laranjas e vermelhos sim. O vinho/beringela aí é meu favorito dos quatro, mas olha que linda a blusinha estampada com a saia lápis preta. E a trança espinha de peixe ó, é nossa amada. O longo foi no Golden Globes do ano passado!
De estampas a Dani entende, desde de quando tinha suas madeixas loiras ao atual moreno, adoro as estampas escolhidas, uma pena não ter achado uma foto maior desse look florido, acho liiiindoo.
 Sendo meio fantasminha camarada como Danielle, eu a gente sabe que cores mais fortes ficam melhor em nós, porque se destaca na palidez da pessoa (oi, meu nome é yasmim e eu sou um fantasminha camarada…viva). Mas adorei o azul pastel com o colar também! Se eu fosse sua stylist a vestia apenas de azul, rosa e preto, pronto, falei.
Preto a cai muito bem, vamos lá. O primeiro look é recente, na #NYFW, em um Jenny Packham. E eu acho esse vestido simplesmente lindo. Tem cara de camisa e saia, não é? E meio vintage, mas não, é vestido mesmo. A cor é básica e as modelagens também, mas os looks que a gatinha escolhe sempre tem algo que a destaquem, que nem a assimetria desse preto, o quarto look aí, é veludo, gente! Adoro esses looks.
 Dani e seus p&b, simplesmente fofa. Adoro o  look preto com as bolas brancas que ela usou na #SDCC, tinha tudo pra ficar tão vovó, mas achei que nela, ficou simplesmente adorável. Preto e branco? Joga um sapato vermelho, miga. #DiksdaDani (olha aí como ela faz isso e fica lindo!).
Nem só de vestidos e saias se faz a vida, mas quando vai de calça, Dani não passa menos despercebida. Adoro todos os looks, mas a calça de couro com a blusa azul e o scarpin de spikes roubou meu coração!
 Meu look favorito da Dani, o preto é sensual, elegante e ao mesmo tempo super fashion. As meninas mais novas passam tanto tempo ficando SUPER sensuais que esquecem da elegância e adoro como essa ‘finesse’ veio naturalmente nesse look. O vestido é Vivienne Westwood 🙂
 Eu falei azul, rosa e preto, não é? E BRANCO TAMBÉM! Dani fica um amor de branco, e adoro como ela, mesmo branquinha como é, não tem medo de investir na cor. Eu confesso que já deixei de comprar muita peça branca por medo de sumir na roupa, mas gosto como ela investe nas peças e se destaca nelas. ME ENSINA, MIGA, SUA LOKA.
Sua personagem em Flash é tão adorável quanto sua intérprete e garanto que você vai amá-la tanto quanto vai amar Killer Frost. Quem é Killer Frost? Bommmmmmm…Assista e você verá. Mas fikdik, vai te congelar!
 E aí? Nossa #ItGirl é ou não é style goals? Aceitaria facilmente ser como Danielle Panabaker quando crescer (agora só se for pros lados, né, mas ok…), e você?
Nossa próxima #ItGirl define a expressão. QUÊ? Volta aqui terça que vem e você verá!
Boa semana, meu povo. E comam MUITO ovo de páscoa, academia ainda estará lá quando você voltar do feriado. #dontworrybehappy
Xoxo,
Mim Plech.
PS.: Queria agradecer a ajuda da lindíssima Leiliane e das meninas do twitter @bestofpanabaker com as fotos de boa qualidade, vocês são show!

Você quer ler um comic book? #fikdik #comicbooklife

Você já teve vontade de ler gibis, mas não sabia bem por onde começar? Bom, há uns anos a Marvel tem trazido filmes incríveis, a trilogia do Batman brilhante que Christopher Nolan e a DC lançaram, trouxeram a onda dos personagens de gibi de volta, e mesmo gostando de Arrow desde o início e tendo lido muito gibi na infância, tinha perdido o hábito e mudado de hobbies; mas recentemente me reapaixonei pelo mundo dos HQs, e vou lançar a série #COMICBOOKLIFE aqui no blog, trazendo pra vocês os melhores personagens, melhores grupos, melhores amizades, tudo sobre os gibis da Marvel e DC Comics. Falar da disputa entre eles, filmes, seriados e tudo mais. Está empolgado? Eu também!

Queria começar com uns pontos importantes.
Primeiro: Esses personagens, em sua maioria, são muito antigos, então não existe uma história só. Não existe um escritor apenas (mesmo que tenham sido criados há mais de 60 anos, alguns), e não apenas um “universo”, uma versão deles. Então quando for escolher qual gibi você quer ler, saiba que uma série nem sempre terá o mesmo histórico da outra. Em uma, personagens se conhecem de infância, em outra, eles nunca se cruzam. Ok?
Segundo: Até mesmo um personagem não tem apenas um representante. OQ, SUA LOKA? Deixa eu te explicar, a personagem da DC, Huntress, é mais conhecida por Helena Bertinelli, mas não é a única versão da “Caçadora” existente, você entende? Da mesma forma que Bruce Wayne é o Batman na maioria dos gibis, existem algumas, que ele não é. Então mantenha a mente aberta para isso, e quando for escolher uma série, caso queira um personagem específico, procure saber se é ele que representa seu bae.
Terceiro: A adaptação do cinema ou da tevê não será necessariamente o que você vai encontrar nos quadrinhos, ok? Por exemplo, eu sou mega ultra superfã de Arrow. Já falei da série aqui zilhões de vezes, mas o que isso tem a ver com esse tópico? Black Canary, ou, em português, a Canário Negro. Ela é uma personagem mega amada e incrível nos quadrinhos. Ela é poderosa, lutadora talentosíssima e tem mil e uma habilidades, mas muitos fãs ficam reclamando quando histórias que acontecem com ela nos HQs não vão pra série, onde temos uma interpretação bem diferente e sem querer ser chata, já sendo, NADA semelhante, da atriz Katie Cassidy. Outro exemplo, Iris West sendo criada como irmã de Barry Allen em The Flash, o que não aconteceu nos quadrinhos. Você entende o que eu to dizendo? Se você vai ler os quadrinhos buscando apenas o que você viu em um filme ou série, você pode se decepcionar.
Quarto: COMEÇA A LER LOGO, VOCÊ VAI AMAR E NUNCA MAIS VAI LARGAR, PROMETO! 

DC X MARVEL 
Como tudo que é bom nessa vida tem que vir em dois, assim são as criadoras de quadrinhos de ação. Há décadas, personagens, criadores e fãs brigam para determinar qual é a melhor: Marvel Comics, ou a DC Comics, e a verdade, pra mim, é que essa resposta não existe. Cada uma tem seu ponto forte, os gibis da Marvel são mais leves e cômicos, enquanto que a DC tem sua dose cômica mas, em sua maioria, são mais dark e seus super-heróis são mais complexos.

Claro que vai muito do personagem e do escritor, mas aqui vai um resumo de cada uma pra vocês:

DC COMICS

A DC é a casa editorial de alguns dos mais famosos super-heróis e vilões que conhecemos: Batman, Lanterna Verde, Arqueiro Verde, Flash, Mulher Maravilha, Asa Noturna, Aquaman, e assim vai. É uma das maiores editoras de gibis que existe, e era conhecida como National Comics, adquiriu o nome ‘DC’ com o tempo, que significa “Detective Comics”. Seu nome

Foi fundada em 1934, e ela é basicamente um conjunto de várias companhias, e teve seu primeiro grande destaque com o lançamento do personagem BATMAN, em março de 1937. Certo tempo depois, surgiu o Superman, um personagem que introduziu a Era de Ouro dos HQs. E o resto, como eles dizem, é história.

A Mulher Maravilha foi sua primeira grande personagem feminina, e a Sociedade da Justiça da América foi seu primeiro grupo de super-heróis, dificilmente seria o último. Depois vieram Liga da Justiça, Liga da Injustiça, Esquadrão Suicida e muitos outros; como também viriam muitas super-heroínas, tais como Barbara Gordon, seja de Batgirl ou Oráculo, e Mera.

Não dá pra negar que o Batman é meu personagem favorito de todos EVER, do mundo dos quadrinhos, mas a DC é minha queridinha porque os personagens são tão mais profundos, mais reais, e mesmo que sejam tão SUPER, são também muito humanos quanto às suas emoções e vidas pessoais. Não sei se ficou claro, Barbara Gordon é minha bae eterna. Canário Negro e Mulher Maravilha também.

MARVEL COMICS

A Marvel é a outra grande editora de gibis do mercado, e seus personagens não são menos famosos que os da DC: Capitão América, Homem de Ferro, Pantera Negra, Homem Aranha, Demolidor, O Incrível Hulk, Thor, Wolverine, dentre muitos e muitos por aí. Como eu falei aí em cima no post, de certa forma, foi o sucesso dos lançamentos da Marvel (Homem de Ferro, Capitão América, Os Vingadores, X-Men,…) que trouxe de volta a moda dos gibis, e com isso, atrai mais investimento, e em 2009, a Disney comprou a Marvel por 4 bilhões de dólares. E que investimento bem feito, viu. Os filmes fazem um sucesso imenso e um lucro tão imenso quanto.

Mas a empresa não começou nas mãos de Walt Disney, e foi criada em 1940, sob o nome de Timely Comics. Sua primeira publicação de estrondoso sucesso veio em maio de 1941, com (quem mais?) Capitão América, mas teve uma queda no pós-guerra e uma crise nos anos 50. Mas nos anos 60, com o sucesso da DC, isso trouxe uma boa onda de vendas e criação para a Marvel também, que teria maior sucesso e criaria personagens como Homem Aranha. Stan Lee escrevia para as revistas naquela época e Jack Kirby trabavalha na arte.

O que eu acho legal na Marvel, na verdade, não apenas legal, mas incrível, é a habilidade da empresa de pegar personagens sem perfil de herói e levá-los a seu máximo potencial. Peter Parker é um adolescente nerd, fraco, magrinho e desengonçado, que graças à seu bom coração e uma mordida de uma aranha radioativa vira um dos maiores super-heróis que conhecemos. Matt Murdock é cego e isso não o impede de virar “O Demolidor”, muito badass, por sinal. E Steve Rogers, através de um experimento, vira um super soldado. Acho legal como eles usam as aranhas radioativas, acidentes, algo marcante pra fazer essa mudança pro personagem. Para Peter, foi uma aranha, para alguns, é a puberdade ou algo marcante em sua vida. Entende o que eu estou querendo dizer? As transições que passamos na vida, de uma forma bem mais fantasiosa, claro.
Ah, e só pra esclarecer: sou #TeamIronMan #TeamHomemdeFerro em Guerra Civil #fikdik

 Que tal? Entenderam um pouco mais da diferença entre os personagens da DC e da Marvel? Algumas amigas me perguntam porque o Homem de Ferro nunca lutou com o Batman. Por isso, gente. Porque são de empresas diferentes e criadores diferentes. Alguns personagens, inclusive, são criados em uma para ironizar a outra, como Wade Wilson (da Marvel), nas telonas como ‘DEADPOOL’ (VOCÊS JÁ VIRAM? É MUITO BOM!), foi criado para zoar com Slade Wilson, Deathstroke (da DC).

Vamos ter ao menos uns 12 posts sobre o assunto, e cada semana eu trago um tema pra vocês. Eu estou de volta, com força, nesse mundo dos gibis, e espero trazer vocês comigo. Vou usar da inteligência e expert das amigas Tau, Sara, Mari que manjam muito dos gibis, e de sites e livros, mas qualquer dúvida, mandem email para: mimiquices@gmail.com, e a gente posta aqui pra vocês!

Estou muito empolgada com essa série e espero que vocês amem tanto quanto eu!

Xoxo,

Mim Plech.










Meu Cabelo, Minha Escolha #Dove #somostodaslindas

Eu faço faculdade Design de Moda, mas às vezes eu penso que poderia ter sido feliz em Publicidade e Propaganda. Eu vejo algumas propagandas e imagino o trabalhão que aquele vídeo de menos de um minuto deve dar. E alguns, nos inspiram muito mais que horas de filmes ou seriados.

Essa semana, eu vi uma propaganda que me chamou muito a atenção. A da Dove. A Dove tem várias campanhas incríveis, elas estimulam o amor da mulher a sua própria imagem, e às diferenças.

Então achei legal compartilhar com vocês, esse manifesto ao nosso povo com diferentes cores, cabelos, curvas e sorrisos. Toda mulher é única, e ter um único padrão de beleza não faz bem à ninguém. Imagina como seria boring se a terra fosse composta de apenas barbies? Ou se fôssemos todas orientais? Porque não uma oriental loira? Uma branquela de cabelo azul? Uma morena de cabelo rosa?
Sei lá, só acho que estamos em 2016, e estereótipos de beleza não deveriam fazer parte do nosso cotidiano. É algo tão primitivo que me decepciona ver como belezas diferentes são vistas como feiura. Claro, cada um com sua opinião, mas às vezes, só soa como ignorância.
Tem coisa mais bonita que a Taís Araújo e seu cabelão? É pra cima mesmo, e é cacheado mesmo e é rebelde sim, mas porque ela escolheu que assim o fosse. Ela adora seus cachos e seu volume, e ela é linda exatamente como é.

Nicola Roberts, vocês já ouviram falar? Ela é um fofa, começou a carreira num programa, tipo The Voice, onde formaram a banda chamada Girls Aloud; onde cantou por anos. Por ser pálida e muito ruiva, ela sofreu muito com seus traços. Nicola relatou, após o fim da banda, sobre como era forçada a fazer bronzeamento artificial, e pintar seus cabelos de loiro ou moreno. Ela não se encaixava no padrão da época. Não era bronzeada como sua colega de banda, Cheryl, ou golden girl como Nadine; a imprensa, inclusive, se referia a ela como “a ruiva estranha”, até o momento que ela resolveu chutar o pau da barraca e assumir sua pele alva, suas sardinhas e suas madeixas ruivas. E hoje, após o fim da banda, ela tem uma linha direcionada para as meninas branquinhas demais e ela assume sua imagem como realmente é, e revela que depois de anos se vestindo e se comportando de acordo com as expectativas que as pessoas colocavam nela, ela se apaixonou pela sua imagem e aprendeu que não tinha nada de errado com ela, como passou a vida ouvindo. Nicola se apaixonou por si mesma, e isso, pra mim, é uma das coisas mais importantes que uma pessoa pode fazer.

Nicola Roberts, a ruivinha linda do Girls Aloud.

Como você vai amar alguém se odeia o que vê no espelho? Como viver submissa às regras que os outros impõem para nós? Isso, amigas, não é vida, é passividade.
Então, não tem problema se você não tem pernas longas, definidas, bronzeadas, ou se seu cabelo é rebelde, cacheado e tem uma cor que não é popular entre as celebridades. Isso não te faz feia, te faz você. Se você quer ter cabelo liso, ALISE. Se você quer ter cabelo cacheado, TENHA. Não deixe ninguém te censurar por ser quem você é. Você é linda exatamente como você quiser ser.

“Não se compare com os outros”

Se eu falar que alguém não está bem vestido aqui, não sou a dona da verdade, lembrem-se que esse é um blog, e estou apenas dando a minha opinião. Não existe palavra final e não existe verdade definitiva. 
Tenho um grupo de amigas que somos todas bem diferentes, tem cabelo liso, cacheado, curto, longo, ruiva, quase loira, morena, branquela, negra, somos todas bem diferentes, mas olha, te digo que nos acho lindas. Lindas em nossas diferenças, lindas em nossas igualdades. Uma beleza não precisa ser igual a outra, e uma beleza não precisa ser maior que a outra. É apenas…beleza.

art da minha amiga Sara, super linda. Adivinha quem eu sou?  

Então seja ruiva, seja morena, seja loira, seja azul, seja rosa, hell, seja tudo ao mesmo tempo. Mas seja feliz. Seja o que você quer ser, e não tenha medo do que outros vão pensar. Muitas críticas vem da inveja, algumas até vem de carinho e zelo, mas são poucas. Muitas pessoas vivem pela regras alheias e são infelizes com o que fazem, com quem estão, como estão, e vão te julgar por viver a vida que você escolheu viver. Pra essas pessoas, faz a Harley Quinn…

E não deixe ninguém mandar na sua felicidade, aparência, madeixas e vida. Como diz minha heroína Felicity Smoak: “Minha vida, minha escolha”; pois bem, a Dove nos intima a dizer: “Meu cabelo, minha escolha.”

Eu escolho ser eu mesma. E você, quem é? 
Xoxo,
Mim Plech. 

Lollapalooza 2016 #musicfestival #foiincrível

Esse final de semana rolou o Lollapalooza, mas eu não vou jogar looks do Lolla por aqui, porque isso vocês vão encontrar em vários blogs por aí. Mas eu queria compartilhar alguns dos artistas que tocaram no evento, tipo uma playlist informativa nessa segunda, que tal? LOL

MARINA AND THE DIAMONDS
Acho que se alguém pode ser considerado a mais esperada do festival, esse papel foi de Marina Diamandis. Essa galesa tem uma legião de fãs mundo a fora, e no Brasil não podia ser diferente. Se você tem um Multishow pra ver ou viu online, você ficou encantado com as cores, cordas vocais, curvas (QUE CORPO, MANA!), e carisma de Marina. Admite, vai. Estamos entre amigos aqui, pode falar.

Então vamos ver um pouco mais sobre essa linda?

Marina levou muito não, muito “você é estranha”, “seja mais normal”, e muita coisa que uma menina com muita personalidade, brilho, cores e letras fortes costuma ouvir. Mas um dia ouviu sim e isso mudou sua vida pra sempre.
Ela tem quatro cds lançados, e eu adoro a forma como ela assume uma personalidade em cada um deles. A musa 70’s de “Froot”, a diva de “Electra Heart”. Acho que no fundo são todos pedaços de um inteiro, mas quando ela muda de fase, não volta atrás. E adoro isso, uma pessoa que aproveita 100% suas fases, mas cresce, evolui e não volta atrás.

As fases de Marina. 
Show do Lollapalooza, você tá babando no abdômen dessa criatura também, ADMITA. Aqui é um safe space, pode dizer.
THIS IS HOW TO BE A HEART BREAKEEEEEEER, BOYS THEY LIKE A LITTLE DANGER…*dançando pela casa*

Gosto de artistas que cantam e se divertem com seu trabalho, com suas letras. Marina sempre pega um tema mais pesado e o faz mais leve ou pega um tema leve, e aprofunda. Em “How To Be a Heartbreaker” ela brinca de partir corações, para lá no final da música admitir que “mulheres tem medo de ter seus corações partidos,” então é melhor brincar que ser “brincada”?

FROOT

“Froot” é sua última obra e é completamente VICIANTE. Minha amiga e eu descobrimos que compartilhamos o amor por sua música e volta e meia estamos falando de como essa pessoa furtacor tem letras maravilhosas, é linda e tem músicas incríveis. Pulei mais vendo o show pelo Multishow que em certos shows ao vivo. No comments, nomes não serão ditos.

Humildade à parte, quem não ama cantar no Brasil? 
 “How To Be a Heartbreaker” no Lolla 2016!

HALSEY
“Estranha,” feminista, cabelo azul, atitude, músicas com letras bem forte e clipes malucos e sensacionais. Amigas, lhes apresento Halsey. Uma menina nada convencional que roubou meu coração desde que vi suas letras incríveis rolando pelo Tumblr. 

BTW, tumblr é tipo o melhor site da vida. Desculpa Insta e Snap, nada é tão bom como tumblr, é tipo um reino encantado para pessoas criativas, curiosas, fangirls e fanboys e que gostam de gifs e fotos de we heart it. Pronto, falei. 

Tumblr à parte, Halsey é bem incrível, ela chorou aqui no palco e fez muitos fãs chorar, eu amei o show dela, e suas músicas são mais que uma melodia, sei lá, tem alma. Não to aqui para te dar a biografia dessas pessoas, mas só chamar sua atenção para músicas incríveis que seu iphone-smartphone-mp3 (ainda existe?) deveria estar tocando. 

Vou fazer um post #itgirl pra ela depois porque acho que ela merece, mas ela basicamente jogava as músicas dela na net até o dia que alguém a encontrou e ela virou esse sucesso hoje em dia. Vem aparecendo nas paradas americanas, posando para capas de revistas e você encontra seu cd “Badlands” em todos os cantos. Uma força a ser reconhecida, Miss Halsey. 

 Ela defende o poder da mulher sobre si mesma, discursa a favor da independência que todas merecemos ter e luta pela liberdade de expressão feminina de todas as formas. Halsey é uma feminista e diria que até liberal, com um discurso de ser quem você quiser, sob suas próprias regras e que você se divirta com o que quer que você escolha fazer. Eu sempre vou admirar pessoas assim. Defendeu #FREEKESHA e o sempre se manifesta da forma mais apropriada, já te amo, sua bela estranha.

 Se você viu pela TV ou estava lá, você sabe que o show foi emocionante. Ela chorou, cantou com o coração, e as músicas de Halsey atingem lá, profundamente, né? “Eu sou uma andarilha, eu sou um caso de uma noite só, não pertenço a cidade nenhuma, não pertenço lá embaixo, eu sou a violência da chuva que cai, eu sou um furacão.”

 Se você não tem/baixou/comprou, corre que dá tempo.

“Brasil, essa música é um lembrete de que você não pertence a ninguém além de si mesma!,” YOU GO, GIRL #GOHALSEY
Está passando reprise no Multishow o tempo todo, corre e vai ver o show da Halsey, garanto que você vai se apaixonar. Suas músicas são poesias, sua melodia é envolvente e sua voz é veludo, não fica melhor que isso.

Um pedacinho do show, com “New Americana” 🙂

FLORENCE AND THE MACHINE
Okay, deixa eu ser bem honesta e admitir que eu não vi o show de Florence, MAS NÃO FOI POR FALTA DE QUERER, ok? Botei pra gravar aqui na tv, estarei assistindo provavelmente logo após soltar esse post. Mas minhas amigas viram e amaram, sério, minha timeline do twitter SÓ dava Florence. Tem como ser diferente? Ela tá no padrão das “estranhas” que eu adoro. Seja no seu estilo, nas suas músicas, comportamento ou qualquer outro aspecto.

Florence é uma prova viva de que ter personalidade própria compensa. Não tenho nada contra música pop, não me entenda mal, AMO. Surto na batatinha quando sai uma música da Britney ou de alguma girlband que eu curta, mas tem algo tão adoravelmente diferente nas músicas de Florence + The Machine.

Ouvir uma música da Florence é como andar em uma floresta mágica, descalça, com os pés na terra, vendo fadas e contos de fadas, ou de horror acontecendo ao seu redor. OI? Estou louca? Drogada? Juro que não, mas é assim como eu me sinto.

Tem algo bem mágico nas músicas dela, um quê de mistério que me fascina; e considerando seu sucesso de vendas, o fascínio do mundo da moda com seu estilo (Florence protagonizou várias campanhas importantes e já saiu capa da revista Vogue e muitas outras, várias vezes!), sucesso de turnês e conta bancária, eu não sou a única fascinada com essa fadinha.

Então se tiver a oportunidade, ONLY IF FOR A NIGHT, veja seu show rolando aí pelo Multishow. Te garanto que você não vai se arrepender.

Minha fadinha linda ❤

Se você disser que não conhece essa música, ou está mentindo ou estava embaixo de uma pedra há uns anos atrás. “Dog Days Are Over” ontem 🙂

Ainda rolaram muitos shows incríveis, mas quis citar essas três pessoinhas porque os outros são bem mais conhecidos, até alguns favoritos meus: Mumfords and Sons, U2, Eminem, Noel Gallagher, Alabama Shakes, Of Monsters and Men e muitas outras atrações incríveis. Quais foram as suas favoritas?

Gostaram do post? Comenta aí, meu povo lindo 🙂

Beijinhos,

Mim Plech.





Tênis Branco #trends

Eu não sou de seguir as tendências fielmente, mas gosto de reparar nelas, para usar alguma quando eu me identifico, e num é que amei essa do tênis branco? Os dois mais amados por agora são o converse branco (quem não ama, honestly?) e o Stan Smith, que tá super queridinho agora. Bora ver a trend?

Eu adoro com vestido, acho que o look continua bem feminino mas ao mesmo tempo não fica pomposo demais. Fica tão cool e confortável ao mesmo tempo, adoro. Acho com cara de carioca (HAHA!), desde que vim morar no Rio, percebi que as meninas se vestem uma mistura perfeita de conforto e feminilidade, nota 10 pra elas, viu.

As cores mais fortes destacam o branquinho do tênis, né? Dá pra jogar um macacaquinho, vestido, até mesmo um coletinho, como fez a Cami Coelho. Aproveitando que a gente tá no inferno de dante, OPA, VERÃO. Adoro o tênis sem meia e as pernocas de fora, fica lindo.

Pode dizer: FICA LINDO COM JEANS. Sim, amigas, suas lokas, fica lindo sim. Adoro. Adorei o look da saia e cropped com ele, tinha que ser Gigi Hadid, né? Estou precisando jogar um #Itgirl da Gigi Hadid, eu sei. Vou trazer pra vocês, pinky promise. E ela faz um look jeans com graciosidade. Adorei o vestidinho jeans da Nati Vozza tb, e o jeans da Kendall.

O azul, seja em listras, estampas ou liso, sempre cai bem com o branco. Acho que fica aquele ar meio náutico, né? Ou talvez apenas vi filmes demais (FATO! KKK), mas pra mim, é investimento certo, pode misturar que não tem erro.

Saias estampadas, ou texturizadas, o branco fica uma graça. Todos aí são Stan Smith, viu que caiu mesmo no pé das fashionistas? A maioria dos looks são dessas últimas semanas de moda. Quem disse que streetstyle é feito de salto alto?

Vestidos texturizados e estampados também. Olha que amor esse pied-de-coq, vai. Tanto mullet como uma modelagem toda diferentona. Eu adorei. Adoro esses vestidos que são mega lindos e ao mesmo tempo um pouco diferente. Estou louca ou o estampado branco e verde é saia e top? Enfim, me pareceu vestido, mas amei mesmo assim. E o tênis deixando todos looks lindos né? O do look rosa é um tênis rendado. Achei um amor, lembrou um slipper que a Chiara Ferragni fez em parceria há uns anos.

Listras ali, listras aqui, listras everywhere. E eu fico rindo e achando lindo. Sério, adoro listras. Quem falou que listras engorda, não sabe qual tipo de listras usar. Listras finas sempre vão valorizar muito mais que listras grossas, então deixa de bobeira e joga tuas listras e teu sneaker branco e vai ser feliz.

Vestidinhos brancos e looks mega brancos tão com tudo, investe mesmo sem ser véspera de ano novo, te garanto que fica lindo e tu vai arrasar. Sem falar que nada mais cool que um look todo clean pra aguentar nosso verão infernal, né?

Gigi Hadid é, provavelmente, uma das maiores representantes da tendência entre as celebs, ela usa e abusa do sapato, sem medo de ser feliz. Entrando e saindo de desfiles, no dia a dia, como até em aparições públicas. Adoro o look do vestido todo trabalhado, com cara de haute couture e o tênis branco. Tem look mais hi-low que esse? Todos looks divinos, olha ela saindo do desfile da Balmain (ou foi chegando?) toda trabalhada no branco com a jaqueta dourada? Muito diva essa galega…

Kendall Jenner, BFF de Gigi, também é outra mega adepta, da academia às passarelas, e usa em looks variados, adoro o look do cropped rosinha. Ficou tão girlie mas ao mesmo tempo tão básico, né? E o tênis teria facilmente saído apagado, mas pra mim apenas destacou mais a vibe ‘clean’ do look.

E aí? Tá afim de comprar o seu tênis branco já?

Compre seu Stan Smith AQUI.

Compre seu Converse Branco as Dainty Couro (não é o único tipo de converse branco, tá?) AQUI.

E aí, vai ser feliz!

Xoxo,

Mim Plech.

Blake Lively #ItGirl #GoldenGirl

Não basta ser linda, ter bom gosto, um corpo escultural e amizade com todos os grandes estilistas da atualidade, tem que estar casada com o homem mais sexy do mundo, ser empresária, atriz, cozinheira e blogueira também. Esse deve ser o lema de vida de Blake Lively, pois ela assim o faz.

A loiraça é queridinha de Karl Lagerfeld, da Gucci e de muitas outras marcas, mas ela já afirmou não usar stylist, gosta e se diverte escolhendo seus próprios looks e em toda sua carreira tem pouquíssimas mancadas, geralmente se destaca nos tapetes vermelhos como a mais bela então num deu pra não trazer um post com seu estilo sensacional, não é?

Uma lady in red perfeitamente elegante. Adoro como ela mantém um equilíbrio, tipo nos dois primeiros tubinhos, se é texturizado, ela investe numa modelagem mais simples, se a modelagem é mais completa, como no longo, ela investe em cores mais fechadas, mais básica. Sempre impecável, né?

Olha aí mais textura, ela adora usar branco e quando o faz, fica impecável. Esse terceiro look marcou uma de suas aparições mais bonitas, vestindo um Chanel na premiere de Lanterna Verde, filme que a apresentou a seu atual marido, o Adônis divino Ryan Reynolds, e o segundo look é Chanel também, bebê, dessa vez para Cannes. O primeiro é Ralph & Russo, e me apaixonei.

Esse primeiro é um dos mais lindos que eu já vi nela, em minha humilde opinião, ela usou para o desfile da última NYFW de Michael Kors, enquanto nós ficamos aqui babando. Ela é bem loira e bronzeada, então quando coloca um nude, um branco ou até mesmo um rosé, fica parecendo uma princesa.

Mas quem disse que o azul e o preto também não valorizam? Adoro quando ela mistura tons terrosos com azul, fica lindo e ainda destaca o bronze e o loiro dela.

A maioria desses looks aqui são pós gravidez e ela já linda, né? O terceiro, inclusive, é durante seus nove meses, e adoro como ela consegue estar elegante, confortável e ao mesmo tempo super bonita. Não é fácil achar um look na gravidez, nem looks que sejam fashion, confortáveis, sofisticados e realmente bonitos, e não apenas confortáveis.

O preto valoriza as curvas, e as pernas ADORAM aparecer né. Também, gente. Olha pras pernas dessa pessoa, mais longas que um ano luz. E ela ainda investe no salto, ou seja: OLHA ELAAAAAAAAAA…Tem como não olhar?

O p&b pode até ser conhecido como básico, mas Blake Lively certamente sai dessa categoria, com texturas variadas, modelagens sensuais, fendas laterais ou estampas simples, mas divertidas. Quem esquece desse p&b Gucci que ela usou em Cannes?

Rosa e brilho combinam para Blake, e assim ela se garante. Seja num Gucci longo, no baile do MET, ou numa saia linda de viver de plumas e ankle boots (look mais adorável da vida, diz aí!)…E o cabelo cinquentinha do segundo look? Amamos ou amamos?

Seguindo o bonde das rosas, aqui vão uns looks muito bapho de Blake pelo showbiz. Seja estampado ou texturizado, adoro como ela não tem medo de ousar. Olha esse sapato furtacor, ou essa saia peplum. Ela consegue tirar algo conceitual e transformar em algo que qualquer um desejaria usar, isso, meu povo, é ser uma It girl. 

Ela também investe em estampas, seja em macacão, vestido, tubinho ou saia mídi (sim, Blake adora saias mídi!).

Quem foi que disse que casaco é pra cobrir a roupa? Pra Blake, eles combinam ou contrastam seu look, o que a faz tão charmosa no inverno, como é no verão. Adoro de paixão da vida esse terceiro look, tinha tudo pra ser um look de vovó, mas ficou elegante e super moderna. Serena Van der Woodsen estaria orgulhosa.

No dia a dia, Blake busca conforto, mas não tédio. Ela adora calças estampadas ou casacos bordados. Em seu blog, que ela fechou após um tempo, ela falava como adora investir em acessórios diferentes quando o visú tá simples demais. Dá pra ver! Olha essa bolsa de pérola! LOL!

Blake admite sempre ter amado moda, mas que adquiriu muito mais conhecimento nesse universo através da interpretação de sua personagem Serena Van der Woodsen por quase sete anos, pelo canal CW. Ela tinha um figurino divino, repleto de estilistas novos e de alto escalão, grandes participações, seja de atrações musicais como atores, o que a fez se interessar ainda mais no universo da Moda. E hoje, não será difícil encontrá-la pelas semanas de moda, mundo a fora.

Ela é a definição de Golden Girl, vai…

E aí, gostaram dos looks de Blake Lively? Semana que vem, minha it girl interpreta a parceira do homem mais rápido do mundo. De quem eu estou falando?

Bisous bisous,

Mim Plech.

Feliz Dia da Mulher! #feminismo

Hoje é o dia mundial da mulher, e achei mais do que necessário fazer um post com algumas mulheres incríveis que marcaram a história e mudaram a vida de muita gente.

Sou mulher, e por ser mulher sei que enfrentarei mais problemas na vida: talvez nunca ganhe tanto quanto um homem no mesmo cargo, talvez nunca seja respeitada como um homem, mas graças à algumas dessas mulheres, eu trabalho, eu voto, eu tenho voz (mesmo que muitos tentem ignorá-la) e eu sou a dona do meu próprio ser.

Antes de mostrar essas personalidades incríveis, eu queria chamar atenção para o problema em que vivemos: mulheres sob abuso físico, psicológico e sexual diariamente, e o pior, a maioria, acontecendo dentro de casa. Mulheres que perderam sua voz com medo dos olhos da sociedade, seres humanos sendo visto como bicho por ter um órgão sexual diferente daquele que eles consideram superior. 
Você já parou para pensar na ignorância disso tudo? O fato de eu ter hormônios diferentes do seu, órgãos reprodutores diferentes dos seus, te fazer, de alguma forma, superior a mim? Talvez seja mais fácil para homens carregar peso, talvez seja mais fácil para homens um serviço mais pesado, mas no primeiro parto ou na primeira cólica menstrual, vocês quebrariam facilmente. Não, eu não estou aqui com um discurso feminista extremo a ponto de acreditar que mulheres são superiores aos homens, eu estou aqui para dizer que dentro de nossas diferenças, somos iguais. 
Somos iguais, porque mesmo com condições corporais e químicas diferentes, aguentamos a pressão, temos habilidades e qualidades, da mesma forma como temos defeitos. É comprovado pela ciência que a mulher tem o poder de lidar com mais de um problema ou situação ao mesmo tempo com mais habilidade que o homem, e ao contrário do ditado popular, a mulher é mais prudente ao volante. Não estou falando nada disso para provar uma superioridade, mas apenas para te mostrar que existem diferentes tipos de habilidades, talentos, forças, e um não necessariamente é superior ou inferior a outro. Então pense duas vezes antes de advogar pelo seu sexo. Pense duas vezes antes de diminuir alguém ou se fazer maior que o outro porque você é homem ou mulher. Somos todos iguais, dentro de nossas desigualdades.
O feminismo é a crença na igualdade social, política, econômica entre os sexos. Nada mais, nada menos. 
Antes de gritar na cara de uma feminista para ela ir depilar as axilas ou colocar um sutiã, lembre-se disso. Feminismo é dar o poder a mulher de escolher o papel que ela quer viver; é deixar ela decidir se ela vai ser independente ou submissa, pois essa é uma decisão que cabe a cada um de nós, porque não às mulheres também?

EMMA WATSON

“o feminismo não está aqui para te ditar… Tudo que estamos aqui para fazer é te dar uma escolha.”

Ela apareceu em Harry Potter como a “bruxinha mais inteligente da idade dela”, e acabou se tornando a portadora de uma das vozes mais ativas em favor das mulheres de nossa geração. Foi nomeada Embaixadora da ONU, e trabalha ativamente com a bela campanha #HEFORSHE, onde ela mostra que homens se preocupam com a nossa voz também, e ela advoga pelo mundo a causa das mulheres, abusadas, caladas, diminuídas, e pede por dias melhores. Isso tudo e continua sendo uma grande atriz, ao contrário de muitas atrizes mirins que caem no esquecimento, ela já trabalha constantemente após a franquia de Harry Potter, e se tornou símbolo de estilo no mundo da moda, trabalhando em importantes campanhas como Burberry e Lâncome. Provavelmente ainda a veremos em grandes papéis nos próximos anos, mas uma promessa de papel que ela promete nunca deixar, é de advogada da causa das mulheres. #goalsinlife

Não deixe de ver o discurso lindo que ela deu nas Nações Unidas, pela campanha #HEFORSHE


MALALA

“tudo que eu quero é educação, e eu não tenho medo de ninguém”

Se você frequenta uma livraria, você já viu o livro dela entre os best-sellers: “EU SOU MALALA”, nome inspirado a partir de uma petição criada por Gordon Brown para levar a educação ao número máximo possível de crianças que eles pudessem alcançar. E tudo isso começou com Malala, uma adolescente que quis estudar, e durante a invasão do exército talibã, escrevia para a BBC, através de um blog anônimo, contando tudo que seu povo passava, detalhando o cotidiano talibã e suas táticas de controle do povo e da dissiminação cultural na época, impedindo crianças, principalmente mulheres, de estudar. Com a publicação do NY Times de um documentário a respeito, Malala ficou muito popular, portante, virou um alvo dos talibãs.
Após um atentado à sua vida, onde sobreviveu de três balas e após dias inconsciente e grave, Malala acordou, para ganhar vários prêmios internacionais, dentre eles, o mais importante: o Nobel da Paz. Malala é, certamente, a adolescente mais famosa do mundo, e luta, como sabe e pode, pelas crianças e mulheres: com a sua voz, e sua atitude. Faz a gente pensar o que a gente já alcançou na vida, não é? Só pra relembrar: Malala tem apenas 18 anos, e ganhou o Nobel da Paz com 16 anos.

Vai aqui um discurso incrível que ela deu:


DEMI LOVATO

“Fique forte”

Cada uma das mulheres que eu escolhi em colocar aqui, advogam por outras mulheres, ou até mesmo homens também, mas cada uma tem uma causa especial em seu coração; e o de Demi, parte o meu em saber que muitas meninas passam por isso, caladas e com medo de serem taxadas de loucas e irrecuperáveis. Então, só posso ser grata a Deus por ter uma pessoa com uma voz tão forte para chamar atenção às doenças mentais e que existe cura ou tratamento, quando você tem coragem de pedir ajuda.

Demi Lovato vinha ao Brasil em novembro de 2010, mas teve uma crise e cancelou sua viagem com os Jonas Brothers e se internou em uma clínica de reabilitação. O mundo se perguntava: O que acontecera com Demi? Ela era a it girl do momento, uma voz linda e um sorriso encantador, corpo escultural e um namoro perfeito tão famoso quanto ela: quais problemas essa pessoa poderia ter que a custassem uma internação em uma clínica para reabilitação de drogados e doentes mentais?

Demi, que passou meses ali, saiu e mudou sua vida. Acabou o namoro, saiu de compromissos profissionais, abandonou algumas amizades, e praticamente sumiu da vida pública, enquanto trabalhava em sua música e sua pessoa, até que um dia resolveu falar, e ninguém esperava o que saiu de sua boca: Ela tinha problema com drogas, problemas de auto imagem, auto mutilação, depressão e tendências suicidas. Ninguém esperava que uma inspiração para tantas crianças e adolescentes tratasse de um assunto tão pesado, tão sério, mas foi ali onde tudo começou a mudar para a bela.

Pode parecer inconcebível para você, como na época foi para mim, entender o que faz uma pessoa se machucar, de propósito; entender o que faz alguém querer tirar sua própria vida, e parar de comer ou tomar laxante para perder peso, mas você tem que entender que se alguém está disposto em fazer isso, é porque essa pessoa precisa de ajuda, e muitas vezes tem medo da resposta que vai receber. Demi, então, virou uma advogada da causa e passou a aceitar seu corpo latino com as curvas que lhes foi dada, e falou como recebia ordens de emagrecer, como recebia drogas para evitar fome e se esconder de seus problemas.

“Eu sei que não será fácil, e será uma batalha diária,” assim ela disse, mas é uma batalha que vale a pena. Se você tem um problema semelhante, ou se conhece alguém que tem, não tem nada de engraçado nisso, busque ajuda, de um familiar, de um profissional, ou até mesmo na internet, mas saiba que você não está sozinha, você não é uma aberração, e você não é incurável. Viver vale a pena, pergunte à Demi Lovato. Seu novo lema foi, inclusive, tatuado em sua pele: Stay Strong, o que significa: FIQUE FORTE. 

Se você quiser saber um pouco mais à respeito da luta de Demi, ela lançou livros falando a respeito, da mesma forma que ela lançou um livro com 365 dicas para aguentar, superar, melhorar, uma para cada dia, meu livro de cabeceira: Stay Strong – 365 dias .

Gostaria de lembrar que grande parte da dor de Demi foi causada pelo abandono do pai, mas também pelo bullying que sofria na infância, lembre-se disso ao pensar em mexer com um colega de sala: pra você é uma brincadeira, para ele, é tudo. Pode definir quem ele vai ser um dia, você quer ser culpado por isso?


SOPHIA AMORUSO #NASTYGAL #GIRLBOSS

“Aposte em si mesma”

 Se alguém te disser que mulher não pode ter um negócio próprio de sucesso, você cita Sophia Amoruso. Aos 22 anos, após passar sua adolescência viajando de carona, furtando lojas e pegando coisas nos lixos, ela estava insatisfeita em seu trabalho que a pagava pouco e não tinha nenhuma ambição profissional, então resolveu vender roupas de brechó no eBay, tipo um Submarino lá fora. E o resto, como eles dizem, é história, hoje Sophia é a definição de #GirlBoss, o nome que deu a seu livro, onde conta como chegou a ser a fundadora, CEO e diretora criativa de uma empresa de mais de 100 milhões de dólares, a Nasty Gal, uma loja virtual, com cerca de 350 funcionários que atende pedidos pelo mundo inteiro. 

O livro conta histórias que levaram Sophia a alcançar o topo, mas também compartilha memórias pessoais e mostra que difícil é, mas nunca impossível. Mesmo com pessoas a olhando de lado por ser mulher, ela fez disso um trunfo e não uma desvantagem, e hoje é uma das mulheres mais bem sucedidas do mundo. Nunca duvide de uma mulher, meus queridos, ela faz tudo que vocês fazem, e em belos saltos, com um batom bem bafônico.

Sophia não é apenas uma CEO incrível, como uma ativista da causa feminista e uma inspiração para mulheres  no mundo inteiro.

Como é uma feminista? Essa é a questão! Feministas são como você e eu, como uma mulher de salto alto como uma mulher em roupas masculinas. Feminismo é uma forma de pensar e agir, não um jeito de vestir. Você conhece uma feminista pelo seu olhar, não pelo seu pescoço.”

BEYONCÉ

“Nós podemos!”

Obama disse que fica feliz em ter Beyoncé como exemplo para suas filhas, que tanto a admiram, e se a gente se aprofunda um pouco mais na história de Bey, a gente entende porque. Bey sempre foi talentosa e determinada em alcançar a fama, com a ajuda de seu pai, segundo ela, seu anjo da guarda, ela treinou, treinou, treinou, voz, corpo, dança, comportamento, Bey cresceu em função de seu sonho, e um dia, ao lado de suas amigas, chegou lá. Ela enfrentou muitos obstáculos no início, durante e até hoje.

Bey tem uma história que mostra que críticas viram, mas se você souber ignorá-las, sua voz fica mais alta que a de seus haters. Em várias entrevistas, ela revela ter sido tratada como “pedaço de carne” e “coisinha” por ser mulher, eles não faziam ideia com quem estavam lidando. Hoje, uma das mulheres mais ricas do mundo, ela tem recordes de músicas e cds em #1, um albúm que teve TODOS seus clipes liberados de uma vez só com mais de milhões de acessos em todos, em questão de dias. Beyoncé é símbolo de força e inspiração.

Dançando e cantando, ela mostra que o poder da mulher vai além daquele que te falam, e mesmo que em uma indústria cheia de mulheres competindo entre si, os bastidores são masculinos, mas ela se recusa a obedecer e seguir padrões, sempre inovando em sua arte e seu comportamento, sem precisar chocar mas sempre lembrando que é dona de seu próprio nariz e voz, independente de quem dorme ao seu lado ou assina seu salário, SHE WOKE UP LIKE THIS.

Teriam muitas mulheres incríveis que eu poderia colocar aqui e falar por horas, mas por hoje, vão essas, ok? Vou jogar algumas aqui, sem precisar falar demais, mas apenas saibam que se você é mulher, se orgulhe, e saiba que ninguém pode te fazer menos do que você é. Você é incrível, exatamente assim. E se você é homem, homem de verdade, vai querer uma mulher que se orgulha de ser quem é, e não vai querer dela nada que ela não queira oferecer.

“Eu sou uma feminista”
“Feminista: Uma pessoa que acredita na igualdade social, política e econômica dos sexos.”
E FELIZ DIA DAS MULHERES

Principalmente para minha mulher favorita no mundo, que me ensinou TANTO do que eu sei, e é a melhor pessoa que eu conheço.

 XOXO,

Mim Plech.

Categorias